Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quinta-feira, 19 de julho de 2012

PRONUNCIAMENTO PARA QUEM ODEIA POLÍTICA



É muito vago dizer que odeia política e blá blá blá

Sempre houve campanha por internet. Até o presidente dos Estados Unidos usou a internet como recurso para virar o jogo quando nem tinha chance de ser eleito.

E agora uns poucos vêm me dizer para eu não divulgar minha campanha no meu próprio perfil; como se mandassem no perfil que é MEU.

Primeiro de tudo, é preciso tomar consciência do que se diz e das pedras que se atira sem motivo.

É preciso sair dessa ignorância política em que vive o país, parar de pedir coisas aos candidatos como se esses tivessem obrigação de dar alguma coisa a alguém, o que é CRIME em época de eleição; assim como a receptação também é CRIME.

Obrigado aos meus amigos e familiares que veem me apoiando nessa nova jornada, na internet e fora dela, que entendem os motivos por que entrei na política partidária, pois política em si existe em todos os lugares por onde passamos; mas nem todos se dão conta disso.

É preciso sair do analfabetismo político como diria Bertold Brecht, como sugeria Maiakovski e tantos outros que lutaram por seus direitos como Martin Luter King Júnior, Malcon X, Carlos Prestes; visionários como Visconde de Mauá e aos que entram na vida pública para por suas ideias em prática a fim de mudar a sociedade.

É preciso entender a política para se mudar a cultura de um país onde se faz política na compra de votos, no cabresto e na ignorância. É preciso renovação, eleger pessoas capazes de criar, que tenham comprometimento; é por isso que não faço PROMESSAS, mas exponho minhas PROPOSTAS que implantarei por dentro ou por fora da política partidária, uma vez que a política partidária não é um fim em si mesmo, mas um simples meio para fazer a MUDANÇA acontecer.

O cidadão comum pode fazer projetos de lei, como a FICHA LIMPA e a LEI ANTIFUMO, e transformá-las em petição pública, ou pode criar ONGs, Institutos, Associações Culturais; meios não faltam para fazer alguma coisa.

Quem quer agir faz, quem não quer CRITICA. Por que criticar é fácil demais, agora fazer alguma coisa, se por à frente para melhor administrar os recursos destinados à sociedade não é para todos.

E mais uma vez, obrigado a todos os que têm me dado força e ficam na torcida pela minha vitória.

AROLDO FILHO
12/07/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário