Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

FLORES AO VENTO

FLORES AO VENTO

Atire aquela flor ao vento
Aquarela do caos e rebento
Tire o amor do caminho
E cada espinho virará moinho

Delírios virtuais
Desse pergaminho
Criam temporais
Passarinhos em vitrais

Margaridas aos porcos
São carrascos canhões
Que aos poucos mutilam
E matam aos milhões

A fome assola
Cega sede de poder
Na cartola
O mago mente pra vencer

Sua mente é vitrola
Será lavada ao violão
Enquanto a viola
Toca o jogo da ilusão

A paixão demora
E traz seu próprio fel fugaz
Que na aurora
Trai e corre atrás

Sempre em abandono
Servindo no quartel
Feito um cão sem dono
Você sonha em ir pro Céu

Nesse tolo abismo
O cinismo é menestrel
Sem altruísmo
O mundo todo é um cartel

Aroldo Historiador
25/02/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário