Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

sábado, 19 de novembro de 2016

TANTOS CABRAIS

TANTOS CABRAIS

O #setor_de_História_da_PF é muito eficiente. Por fazer referência a Cabral (quem chegou vivo ao Brasil foi o irmão do Pedro Álvares que trocou de roupas e passou-se por ele o resto de sua vida por ser foragido em Portugal, segundo o autor do livro "1888", Laurentino Gomes) é bom fazer referência à uma referência anterior; #Bezerra_da_Silva cantou assim: 


#É_Ladrão_Que_Não_Acaba_Mais

Quando Cabral aqui chegou
E semeou sua semente
Naturalmente começou
A lapidação do ambiente...

Roubaram o ouro
Roubaram o pau
Pra ficar legal
Ainda tiraram o couro
Do povo
Desta terra original...

E só deixaram
A má semente
Presente de Grego
Que logo se proliferou
E originou a nossa gente...

É ladrão que não acaba mais
Tem ladrão que não acaba mais
Você vê ladrão
Quando olha pra frente
Você vê ladrão
Quando olha pra trás...(2x)

Hiiiiiii!
A terra boa
Mas o povo
Continua escravizado
Os direitos são os mesmos
Desde os séculos passados
O Marajá
Ele só anda engravatado
Não trabalha, não faz nada
Mas tá sempre
Endinheirado...

E se entrar no supermercado
Você é roubado!
E se andar despreocupado
Você é roubado!
E se pegar o bonde errado
Você é roubado!
E também se votar pra deputado
Você é roubado!
Certo!

Tem sempre 171 armando fria
Tem ladrão lá no congresso
Na quitanda e padaria
Ladrão que rouba de noite
Ladrão que rouba de dia
Dentro da delegacia
Ninguém entendia
A maior confusão
O doutor delegado
Grampeou todo mundo
Porque o ladrão
Roubou outro ladrão

É ladrão que não acaba mais
Tem ladrão que não acaba mais
Você vê ladrão
Quando olha pra frente
Você vê ladrão
Quando olha pra trás...(2x)

Quando Cabral aqui chegou
E semeou sua semente
Naturalmente começou
A lapidação do ambiente...

Roubaram o ouro
Roubaram o pau
Pra ficar legal
Ainda tiraram o couro
Do povo
Desta terra original...

E só deixaram
A má semente
Presente de Grego
Que logo se proliferou
E originou a nossa gente...

É ladrão que não acaba mais
Tem ladrão que não acaba mais
Você vê ladrão
Quando olha pra frente
Você vê ladrão
Quando olha pra trás...(4x)

#Bezerra_da_Silva

Por sinal, a música está corretíssima, embora os negro e "índios" sejam vistos com maus olhos ainda hoje, sim, porque o preconceito ainda impera arraigado no seio do Brasil, quem veio de fato roubar foi o povo branco europeu, que antigamente, no caso se tratando de portugueses, se diria "morenos" até, termo que hoje usamos para falar de negros, mudando o sentido original da palavra.

Foram os brancos que tornaram isso aqui um caos. Claro que já existiam guerras, mas os europeus têm um talento nato em alastrá-las ao extremo e a nossa parte européia herdou isso, na verdade os Estados Unidos herdaram essa parte bélica mais do que nós e enricaram com isso, o Brasil herdou mais a malícia, até porque para cá mandavam os bandidos condenados e os que ainda não eram condenados vinham escondidos nas embarcações. 

Hoje são tantos Cabrais que nem dá mais para contar.

Aroldo Historiador 
20/11/2016
Fontes: 





Nenhum comentário:

Postar um comentário