sexta-feira, 27 de julho de 2018

HISTÓRIA DA EMBRAER

HISTÓRIA DA EMBRAER

Uma prova de que utopias são de fato coisas possíveis, principalmente se não houver boicote de Desgoverno Golpista.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

ENQUANTO ISSO, NO STF...

https://www.facebook.com/AroldoHistoriador/videos/1321318588003692/
ENQUANTO ISSO, NO STF...


Atores fazendo protesto em jogral no STF, denunciando a Grande Mídia por trás da prisão injusta de Lula. Todo protesto é mais interessantes com arte. #LulaLivre.

VIGÍLIA LULA LIVRE


VIGÍLIA LULA LIVRE

Um dos vídeos da vigília pela liberdade de Lula.

PERFIL ESPALHA MENTIRAS SOBRE FILHA DE DILMA NO FACEBOOK

PERFIL ESPALHA MENTIRAS SOBRE FILHA DE DILMA NO FACEBOOK


Descobrimos uma segunda conta deste perfil: #RodrigoGouveia e faz apologia ao uso de arma de uso restrito da polícia com silenciador e tudo: (https://www.facebook.com/rodrigootavio.brungouvea).



O perfil Rodrigo Fofener  (https://www.facebook.com/rodrigo.fofener.9) além de fazer ameaças constantes a pessoas de esquerda no Facebook, agora anda espalhando notícias falsas, dentre elas uma sobre a filha de Dilma Roussef que já foi desmentida pelo site E-farsas.com em 7 de outubro de 2014. 

Rodrigo Fofener é o que se chama de háter (odiador), um perfil criado para tentar intimidar pessoas nas redes sociais, este é o seu único objetivo e portanto deve ser denunciado até que o perfil seja excluído pelo Facebook.

A publicação do E-farsas.com desmentindo este e mais 6 fakenews envolvendo Dilma encontra-se neste link: http://www.e-farsas.com/6-boatos-que-circulam-pela-web-envolvendo-dilma-rousseff.html

#PoetaDaDemocracia
26/07/2018

MERCADO DE FAKENEWS

#MERCADO_DE_FAKENEWS

Esse povo já é famoso e ainda exagera no uso de perfis fakes. A compra de perfis "robôs" é muito grande e com é o principal motivo para a crescente onda de fakenews na internet.

A maioria esmagadora de notícias falsas não é feita por pessoas comuns mas por mídias especializadas nisso. Gira a roda do mercado em prol de quem tem mais sempre para ter ainda cada vez mais e mais.

MBL, revistas da Editora Abril, em especial a Veja, e grandes jornais e canais de TV são exemplos dessa fábrica gigantesca das antes chamadas hoax que agora são chamadas de "fakenews".

É um verdadeiro mercado de háter, crackers, robôs e trolls; sem falar dos censores diretamente dos maiores sites atuais. A batalha é sempre desproporcional.

Para quem resiste, só tenho uma coisa a dizer: #AvanteNaLuta!

#PoetaDaDemocracia
26/07/2018