sábado, 6 de outubro de 2018

SOBRE O FASCISMO

SOBRE O FASCISMO

Eu sei que, em se tratando de Brasil, é difícil tentar explicar algo porque as pessoas foram condicionadas, alienadas para viverem na ignorância e alheios à coisas importantes que acontecem em outras esferas, como na política, economia, assuntos internacionais e História, por exemplo, e é aí que eles pegam a maioria, as massas, e conseguem manipulá-la facilmente quando vivem distraídas e absortas em assuntos de menor importância ou sem importância alguma. 

É por isso que o discurso de ódio sempre deu certo, porque as pessoas identificam o que as separam e não o que as unem como povo. 

Dito isto, eu sei que é difícil tentar dialogar com a massa utilizando-se desse vídeo muito didático, mas vamos lá! O discurso fascista não é novo, é o mesmo usado por Hitler para ganhar a simpatia dos alemães que se encontravam em meio uma crise econômica, baixa auto-estima gerada no pós Primeira Guerra Mundial, e é assim que eles agem, nos separando, colocando um contra o outro em momentos que todos encontram-se com medo e apreensivos. 

Eles manipulam a massa, para por em prática seus intentos obscuros e, quando a guerra é declarada, ambos os lados vão tombar no campo de batalha, por um objeto: o progresso deles, dos generais, dos déspotas, dos ditadores e poderosos e não do povo; o povo estará na paz dos cemitérios ao final do conflito: o povo negro, judeu, eslavo, cigano, imigrantes, nordestinos, o latino americano que tem seu negócio e apoio o discurso de ódio, ou o descendente de europeus, este também estará em silêncio eterno, na paz dos cemitérios.

Jorge Azevedo

#EleNao 
#EleNunca 

Nenhum comentário:

Postar um comentário